LIVROS E ARTIGOS SOBRE A PEDAGOGIA FREINET

Nesta página você poderá encontrar links de livros e artigos sobre a Pedagogia Freinet.

O conteúdo das informações, é de responsabilidade do autor do livro e/ou artigo.

 

1. Educação e Infância em F. Delalande e C. Freinet

Tamya de O. R. Moreira

Resumo: O presente artigo apresenta uma aproximação entre as concepções de Infância e Educação identificadas nas obras de Célestin Freinet (1896-1966) e François Delalande (1941-). Os estudos dos dois autores permitem amplas reflexões sobre o ensino de música, na medida em que encaram o fazer musical de crianças, suas explorações do material sonoro, como verdadeiras criações musicais.

Palavras-chave: educação musical, Pedagogia das Condutas Musicais, Pedagogia Freinet.

linkhttps://www.pos.eca.usp.br/sites/default/files/jornada_discente/ppgmus/tamya_moreira-educacao.pdf

Errata: a data de publicação das Invariantes é 1964. 

------------------------------------------------------

2. A participação do educador do sexo masculino na Educação Infantil

Mariana Antoniuk
 

 Para elucidar a questão de poucos professores pertencentes ao sexo masculino é importante saber que há aproximadamente 94% de mulheres que atuam na docência na educação pré-escolar no Brasil. No entanto, embora em um número bastante reduzido – em torno de 6% -  constata-se a presença de homens atuando como docentes em creches e pré-escolas nas redes públicas de ensino. No caso brasileiro, apesar de numericamente ser insignificante o número de professores do sexo masculino atuando nestas instituições, sua presença, dada às especificidades que o trabalho com as crianças pequenas suscita, é motivo de estranhamento por parte não só das mulheres profissionais de creches, como também das famílias das crianças que freqüentam estas instituições.

A falta de homens na educação infantil pode ser causada por alguns fatores como os baixos salários pagos ao magistério e por a educação das crianças pequenas ser entendida, em grande parte das culturas, como uma atribuição do universo feminino carregando assim, as marcas culturais da maternagem, ou seja, as marcas culturais do feminino.

Apesar desses fatores na educação, já está comprovado que a participação de educadores do sexo masculino é fundamental, como exemplo, a citação de Lars Gunnarsson (1994):

 “É consenso amplamente difundido no setor que a presença de mais homens não só reduziria a carência de profissionais como contribuiria para tornar o ambiente nas creches melhor tanto para os adultos quanto, principalmente, para as crianças, proporcionando a tão necessária oportunidade de conviverem diariamente com adultos de ambos os sexos” (p. 142).


----------------------------------------------------

3. Célestin Freinet, la escritura en liberdad y el periódico escolar: um modelo de innovación educativa en la primera mitad del siglo 20.

Gonzalez-Monteagudo, José

 

Resumo: Este artículo presenta una discusión sobre la escritura y los diarios escolares, en el contexto de la pedagogía Freinet, dentro del período histórico de la primera mitad del siglo 20. Se presta especial atención, desde el punto de la historia cultural, a la relación entre la creación de las técnicas Freinet y la sociedade y cultura europeas. El modelo de Freinet se caracteriza por su enfoque educativo innovador y su progresismo social. También se discute la importancia de la escritura en la obra de Freinet y en el propio modelo pedagógico, como elemento central de un nuevo paradigma sobre el niño, el aprendizaje y la escuela. Finalmente, se discute el tema específico de los diarios escolares y la influencia de Freinet en este ámbito.

Palavras-chave Célestin Freinet; innovación educativa; diario escolar; escritura infantil; escuela activa.

link: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S2236-34592013000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=es

 

------------------------------------------------------------------------------------------

4. As ideias atuais em Pedagogia.

Roger Gilbert

 

Resumo: A primeira parte desta obra relata a evolução da "educação tradicional"; na segunda, o autor passa em revista as correntes a favor de uma educação fundamentalmente renovada: a corrente das escola novas, a obra de Freinet, as proposições e ensaios de uma pedagogia não-diretiva atingindo a pedagogia institucional. O último capítulo, mostra o impacto, da tecnologia no trabalho dos educadores e as suas repercussões sobre a formação, a atitude e a ação destes.

link: https://www.dem.fmed.uc.pt/Bibliografia/Livros_Educacao_Medica/Livro04.pdf

----------------------------------------

5. Educação popular no Brasil: significados contemporâneos das propostas de Freire e Freinet

Reinaldo Matias Fleuri

ResumoNo Brasil, imenso país cheio de contradições, desenvolvem-se diferentes movimentos sociais e processos de educação popular. As lutas pela escola pública e as iniciativas de educação de adultos realizadas durante este século produziram transformações institucionais e campanhas educativas politicamente diferentes: de um lado, ações promovidas “para” as classes populares (preservando os interesses de acumulação capitalista), de outro lado, processos construídos “com” as classes populares, a favor de seus interesses objetivos. Neste contexto, a Pedagogia Freinet, conhecida recentemente no Brasil e difundida mediante ações ainda fragmentárias, interage com propostas pedagógicas populares, como a formulada por Paulo Freire, manifestando um grande potencial que contribui significativamente para a teoria e a prática da educação popular. O artigo retoma os sentidos da educação popular no Brasil, explicitando neste contexto as contribuições dos movimentos de educadores inspirados na Pedagogia Freinet. Analisa também a relação teórica entre a proposta pedagógica de Paulo Freire e a de Célestin Freinet, indicando sua fecundidade através de uma experiência de cooperação educativa intercultural, que vem se realizando entre Brasil e Itália.

Palavras-chaveEducação popular, movimentos sociais, educação intercultural, Pedagogia Freinet, Paulo Freire.

Link: https://www.ced.ufsc.br/~mover/memorialfleuri/ap1998_EB_FLEURI_Educacao_popular_no_Brasil.pdf

---------------------------------------

6. Teorias Psicopedagógicas do Ensino-Aprendizagem

Evandro Ghedin (org)

 

ResumoO presente texto, organizado para atender uma necessidade pedagógica, procura mapear conceitos e autores na composição de uma epistemologia que desenha as perspectivas da relação ensino-aprendizagem. Como campo especifico do ensino se está referindo a Didática, esta compreendida como uma teoria do ensino. Quando se refere à aprendizagem, se está referindo as teorias que sustentam processos específicos de construção do conhecimento que se dá no sistema nervoso central. O que buscamos aqui é oferecer um repertório mínimo que nos ajude a pensar, inicialmente, as contribuições mais significativas para se pensar as teorias da aprendizagem que incidem em práticas de ensino e, ao mesmo tempo, nos possibilitem pensar uma teoria do ensino que sustente e contribua para que se possa pensar os processos próprios de ensinoaprendizagem de ciências em contexto escolar. O objetivo central deste trabalho é refletir sobre os processos de ensino de ciências na articulação com a psicologia da aprendizagem, ou seja, procura-se pensar os processos de aprendizagem a partir das pesquisas consolidadas no campo da Psicologia e transpô-la para os espaços da escola, especificamente ao que tange ao ensino-aprendizagem de conceitos em suas diferentes possibilidades desenhadas a partir do conhecimento produzido no campo.

A contribuição de Célestin Freinet para a educação em Ciências (pg 69 a 101)

link: https://evandroghedin.com.br/files/Texto_Teorias_Psicopedagogicas_Evandro_Ghedin.pdf#page=68

--------------------------------------------

7. Artigo publicado no site Educar para Crescer

PEDAGOGIA

Célestin Freinet

O educador francês desenvolveu atividades hoje comuns, como as aulas-passeio e jornal de classe, e criou um projeto de escola moderna e democrática

01/07/2011 20:52 
Texto Márcio Ferrari
 
 
-------------------------------------------

8. Ser humanista segundo Célestin Freinet

 

Andreza Alves da Silva Mattos

Ser um educador humanista, na visão de Célestin Freinet, é ter a capacidade de desenvolver plenamente todas as capacidades da criança. Freinet procurou aprimorar todas as atividades infantis, tendo como concepção o bem-estar e a dignidade da criança como ser humano. E ele foi muito além no que se refere a valores ideológicos e até mesmo religiosos, levando em conta a "ética humana". Muitas das palavras ditas por Freinet ao longo de sua vida vêm ao encontro da Declaração Universal dos Direitos das Crianças, da ONU.

link: www.educacional.com.br/articulistas/outrosEducacao_lista.asp?artigo=artigo0028

---------------------------------------------------

9. A pedagogia de Célestin Freinet e a vida cotidiano como central na prática pedagógica

Michele Cristine da Cruz Costa

Resumo:

O presente artigo apresenta reflexões, ainda preliminares, a respeito dopapel do cotidiano na obra de Célestin Freinet. Objetiva-se, assim, analisar a influência da vida cotidiana na prática pedagógica, estabelecendo-se relações entre as concepções de cotidiano presentes nas obras de Agnes Heller e de outros autores que criticamente se posicionam em relação à centralidade do cotidiano no processo de ensino-aprendizagem e, as contidas na obra de Freinet. Procurar-se-á, apresentar como quando a escola centra-se na vida cotidiana acaba-se por contribuir para os processos de alienação ao invés de contribuir para sua negação e superação.

Palavras-chave: Freinet; Escola Nova; cotidiano

link www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/edicoes/23/art02_23.pdf

----------------------------------------

10.AS IMPLICAÇÕES PEDAGÓGICAS DE FREINET PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL: DAS TÉCNICAS AO REGISTRO

Flávia Cristina Oliveira Murbach de Barros, Greice Ferreira da Silva, Cassiana Magalhães Raizer

 

O presente artigo apresenta questões relacionadas à Educação Infantil, ancoradas na Teoria HistóricoCultural de Vygotsky, bem como ainda, nos estudos de Freinet, cujo aporte teórico vem subsidiando nossas ações com as crianças pequenas. Pretendemos, nesse estudo, ressaltar as contribuições das técnicas Freinet, as formas de registro e, ainda, as implicações no trabalho com as crianças pequenas. Objetivamos, ainda, pensar em questões teóricas e práticas fundamentadas nos pressupostos teóricos da Pedagogia Freinet e, alinhados à perspectiva da Teoria Histórico-Cultural, discutir caminhos possíveis a uma educação humanizadora. As técnicas Freinet possibilitam a realização de um trabalho na escola da infância voltado para a apropriação das máximas qualidades humanas, enquanto as situações reais, vivenciadas por meio dessas técnicas, ampliam o contato da criança com a cultura mais elaborada, com o professor e com seus pares.

link: 1336-8085-1-PB capitulo publicado revista unoeste.pdf (492,6 kB)

---------------------------------------

11. ESCUTA... ESCREVE COMIGO? - EXPERIÊNCIAS DE RODA DE LEITURA

Ana Flávia Valente Teixeira Buscariolo

www.academia.edu/40532116/ESCUTA..._ESCREVE_COMIGO_-EXPERI%C3%8ANCIAS_DE_RODAS_DE_LEITURA

---------------------------------------

12.